#IndicaçãoDaSemana: Precisamos falar sobre Sabrina Carpenter e o Act I

Texto produzido por Junior Rojas

Era um típico domingo, daqueles que colocamos uma playlist qualquer pra rodar no Spotify, quando fui submetido a uma música que me arrebatou, algo que não acontecia há anos. Fiquei estagnado com a perfeição e minhas reações eram basicamente: “Meu Deus, que música é essa? E essa voz? Quem está cantando?”. Era Paris, uma das ótimas canções da Sabrina Carpenter.

Sabrina já é uma artista popular dentro do teen pop atual, que inclusive anda com muita dificuldade de emplacar artistas atualmente, diga-se de passagem. Com apenas 14 anos, Sabrina foi contratada pela Disney para a série “Girl Meets World”, que sinceramente? Eu nunca ouvi falar. Ela vem daquela geração de atores do Disney Channel, ou seja, seus quase 17 milhões de seguidores no Instagram explicam sua popularidade nesse seguimento.

Mas só no ano seguinte que ela resolveu investir na música, lançando o seu debut single “Can’t Blame A Girl For Trying”, canção presente no debut-álbum “Eyes Wide Open”. Até mesmo com um álbum extremamente comercial e voltado para o público teen, com músicas fofas e até um pouco sem graças, ela já demonstrava suas capacidades vocais. Uma habilidade vocal essa que sustentou o debut com louvor. O disco pegou #29 na Billboard Hot 200 e #2 ITunes US, nada mal pra um álbum de estreia, né?

Mas Sabrina só veio mostrar sua identidade mesmo em 2016, lançando o o “Evolution”. Com uma pegada mais dançante e um pouco mais ‘madura’, Sabrina decide seguir uma vibe indie, testando sintetizadores pop e muita habilidade vocal, estava claro que ela tinha encontrado o som onde poderia brilhar.

O álbum trouxe o primeiro hit da carreira. Com “Thumbs” ela convence essa imagem e mostra estar pronta para encarar a indústria sem ligação com a Disney. A música já chega a marca 250 milhões de streams somados Spotify+Youtube. “Evolution” debutou em #28 na Billboard Hot 200.

O álbum abriu várias portas, e uma delas foi ter a oportunidade da mesma abrir os shows da Dangerous Woman Tour de Ariana Grande, no Brasil em 2017. No mesmo ano, Sabrina lançou “Why”, um single avulso, encerrando a era anterior e começando a dar novos passos para a que estava por vir. Com todos esses passos, Sabrina mostrou que só estava preparando terreno para seu trabalho mais pessoal. O “Singular”.

Atenta às demandas e novidades do mercado atual, a mesma decidiu que iria dividir o “Singular” em duas partes, E DETALHE: todas as músicas compostas por ela mesma. ARTISTA que fala?

Com oito faixas, o Act I parece ser um desabafo ácido e bem construído, com muitas ironias e dançante, perfeito para extravasar e gritar na boate, ela resgata o pop-dance da melhor forma possível e aproveita tudo isso transformando o disco no pop perfection que todos almejam.

A primeira faixa e também lead-single do álbum foi Almost Love, e por mais que não represente-o da melhor forma, ainda sim, foi uma escolha certa para o momento, visto que, ela tinha acabado de sair de um hit EDM com o Jonas Blue, intitulado de “Alien”, com bastante referências a música conseguiu o topo da Billboard Dance Clubs, sendo o primeiro #1 da carreia dela. .

Paris é a definição perfeita de pop perfection! Ouvir Paris é como estar sexy e desnudo na Cidade Luz e em outras palavras, é uma obra prima sonora.

Sue Me, a atual música e trabalho, é uma “farofinha” gostosa de ouvir, com bastante teor irônico e completamente dançante.

No geral, todas as faixas conversam entre si, fazendo ser um álbum coeso e bem fechadinho. O fato é que: Sabrina Carpenter definitivamente merece mais reconhecimento!

Com apenas 19 anos, ela já mostrou que tem grande potencial e que está pronta pra bilhar. Mas o que falta pra isso? No meu mundinho, ela já tem #1 há tempo e eu já estou prontinho pro Act II! Pode vir Sabrina, que o meu mundo já é seu!

Escute o Singular Act I

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s