Através de suas lutas e expectativas pessoais Iggy Azalea lança Survive The Summer

Sobreviver ao verão foi muito difícil para Iggy Azalea. Ela lançou seu EP e nos trouxe uma sonoridade bem diferente daquela que ouvimos em 2014, quando estourou nos charts mais importantes da música ao lado de Ariana Grande com Problem, Fancy com Charli XCX, Black Widow com Rita Ora e Pretty Girl com a Princesa do Pop. De lá pra cá foram poucas as vezes que vi Iggy triunfando. Mas ela tem se mostrado confiante de que vai mudar o cenário da sua carreira e dar a volta por cima. A prova disso é Survive the Summer.

Iggy com toda certeza é uma sobrevivente e ela nem precisa mais provar que é talentosa. Entre criticas, boicotes, singles avulsos, desabafos e parcerias descartadas, ela sobreviveu e está mostrando isso.

Para o conceito do EP, Iggy reflete sobre todas as falsas promessas de uma temporada despreocupada como o verão, e então ela vem e resolve fazer o seu próprio significado, através de suas lutas e expectativas pessoais .

Surviver the Summer foi uma surpresa em tanto. Ela conseguiu sustentar as seis faixas com um hip-hop afiado e minimalista bem distante de todas as propostas que ela já apresentou. Iggy passou e está passando por problemas na indústria, isso é fato. Mas ela tem lutado com confiança pra conseguir seu espaço no gênero onde vem recebendo  duras criticas desde seu debut em 2014.

Survive the Summer abre o EP e Iggy vem falando dos problemas com a gravadora, que resultou numa falta de publicidade na sua carreira e um descarte de um álbum inteiro com inéditas. Ela canta sobre o ódio que recebeu o os problemas com rótulos impostos a ela. A pista estoura com um som estridente e Iggy canta “Eu sou um diamante bruto/Eu estive fazendo movimentos, escrevendo rimas, empilhando virgulas/Mas você? Pode sobreviver ao verão?”

Em Tokyo Snow Trip ela vem com um sussurro ao mesmo tempo canalizando a energia Ying Yang, ela fala sobre drogas e o dinheiro, e a pressa de conseguir os dois.

Kream com Tyga toca em seguida, o lead-single do EP é a responsável de coloca-la nos charts. O título é um acrônimo, com K.R.E.A.M. referenciando a canção CREAM do Wu-Tang Clan de 1993 que significa Cash Rules Everything Around Me.

Hey Iggy ela se declara “a puta branca mais malvada do clube” e faz seu próprio hip-hop sem reinventar é claro. Kawasaki é cheio de batidas minimalistas e trás uma pegada mais obscura, seguindo o conceito do EP.

Iggy termina com uma parceria agitada com Wiz Khalifa, depois de unir forças no single de 2015, Go Hard Or Go Home incluído na trilha sonora do filme Furious 7,  eles se juntam nessa música animada que te faz querer rebolar sem parar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s