O Grandioso musical O Rei do Show!

Musicais!
Quem não adora um bom musical né amores? Os manés. O musical que acabou de ser lançado foi The Greteast Showman. Hugh Jackman, provou ser um artista completo e versátil quando deu vida ao Phineas Taylor Burnum. E bom, o resultado foi um musical explosivo cheio de energia!
 
O Rei do Show, vai nos contar a trajetória de uma pessoa real, Phineas Taylor Barnum, foi um show businessman, e o primeiro a ficar milionário neste ramo. O musical começa contando a trajetória do Barnum, de como ele conseguiu superar seus problemas e as dificuldades que enfrentou, até chegar a criar o circo. Mesmo tendo uma historia toda romantizada (o que é normal, é um musical né?) e mostrando as dificuldades de forma superficial, o filme nos mostrou o visionário e empreendedor que P.T Barnum foi.
 
O filme é todo colorido, e os personagens são cativantes. Ao contrário de La La Land onde os dois protagonistas, Mia e Sebastian, levavam o filme inteiro nas costas, em o Rei do Show todo mundo trabalha e mostra o seu melhor, a química entre os personagens era muito evidente, mesmo tendo alguns furos no enredo, eles conseguiram levar o filme para um final muito empolgante. Eu fiquei apaixonado pela mulher barbada, quem interpretava era a Keala Settle toda vez que ela aparecia, ela roubava a cena, a presença dela no filme era ótima além de ter uma voz poderosa. Os personagens conseguiram um espacinho em quase todas as performances, Zendaya, arrasou quando aparecia, e mesmo dividindo cenas com Zac Efron na trilha sonora, ela foi ótima.
 
E bom, o filme vai falar também, sobre o preconceito que as pessoas tinham com os peculiares da América, como eles sofreram e como eles conseguiram passar por cima do ódio, transformando as diferenças que tinham em verdadeiros tesouros do entretenimento. Phineas era um homem que tinha sangue nos olhos, e era um visionário nato. Ele tinha um senso de empreendedorismo, criando também o que conhecemos hoje como circo. Eu vou ser muito sincero em dizer que o personagem Barnum me irritava algumas vezes, pode ser porque ele seja uma pessoa otimista? Pode ser.
 
E como todo musical precisa de uma trilha sonora, a dupla Benj Pasek e Justin Paul, os mesmo por trás da trilha sonora de La La Land. As canções são ótimas e fascinantes. This is Me e Never Enough foram duas canções que me chamaram atenção e me deixaram aos prantos gente, a forma como as atrizes conduziam a canção, era tocante. Assim como o filme, as m´úsicas tinham explosões no coro que fazem com que o filme tenha mais sentido conforme eles vão levando o enredo, fazendo a entrega ser grandisosa, como um show de verdade. 

 

 
Deixando tudo com um tom de surpresa. O Rei do Show, é mais um musical surpreendente. Ele é isso do começo ao fim. Por se tratar da biografia de um homem, ele foi bem claro no que propôs, explorou bem o tema preconceito, falou sobre a importância da família de uma forma bem clara, e nos levou a um final bem empolgante. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s