#EspecialGrammy | Joanne é o melhor Disco da Carreira da Lady Gaga

Lady Gaga é uma artista que atrai a atenção todos. E sempre foi assim. Você nem precisava ser um antenado a música pop, ou ser fã de Diva pop para saber quem era a Lady Gaga, a mulher era conhecida pelo jeito que trabalhava, pela forma que fazia canções ou até mesmo pela sua presença em tapetes vermelhos dos grandes eventos musicais. Lady Gaga irritava as pessoas, ao mesmo tempo que era idolatrada por outras.
 
Gaga é uma das artistas mais completas que eu conheço. Eu adoro esse jeito que ela tem de se mover pelo tempo, inovando sempre, mostrando seu melhor. Pela excentricidade do seu estilo e as letras peculiares das suas músicas, ela vem se destacando ainda mais e mostrando ser a Mother Monster que sempre foi. Seu último projeto foi o Joanne, e bom, o disco já foi lançado a muito tempo né pessoal, mas ele foi indicado ao Grammy e temos que enaltecer esse trabalho excepcional da Gaga.
 
 
Joanne é o disco mais pessoal e íntimo da Gaga. Ela faz questão de nos mostrar isso quando revelou o nome. O disco leva o nome da sua tia, que faleceu quando ela tinha 19 anos, e partir desse disco, Gaga conseguiu se remodelar. Sua sonoridade ficou mais limpa e autentica, ela saiu do eletropop pesado, cheio de sintetizadores e resolveu morar no pop country e no soft rock, e todas suas canções nos mostram isso. Ela mostra que tem voz, que é muito mais que a excentricidade que deu formato a sua carreira. E sua voz artística não se limita a música, Gaga nos mostrou que pode atuar, e pode ser muito bem-sucedida nesse ramo da sétima arte. Quando ela ganhou o Globo de Ouro pela atuação em American Horror Story: Hotel, e ainda foi indicada ao Oscar, foi um choque menina; para todos que eu sei.
 
Podemos dizer que o Joanne é o mais bem-sucedido da sua carreira, onde ela trata do amor próprio, dos sentimentos da alma que a gente não consegue notar, é um disco cheio de hinos puros e te pegam no emocional. 
E o melhor de tudo, é que ela resolveu deixar toda a farofa que vinha produzindo desde The Fame, construiu um projeto íntimo e se mostrou ser mais que um produto da indústria. E foi uma surpresa para todos, quando ela lançou o lead-single Perfect Illusion, eu adorei, mas não era nada diferente do que ela já havia produzido, e pareceu ser só uma enganação do que ela estava nos preparando. Diamond Hearts, abre o disco, é uma das faixas que mais adoro ela cita sua juventude quando ainda começava sua trajetória no mundo da música, fazendo muitas coisas só por diversão. A-YO tem toda a energia que Lady sempre mostrou, e uma das melhores também, como um potencial para ser single que mostra um country pop DELICIOSO, já mostrando os ventos da mudança, com batidas e um vocal pleníssimo. A sonoridade country continua na faixa Joanne, que leva o nome da sua tia, na qual ela era muito apegada e faleceu de lúpus. Quando ela canta “garota onde você está indo? ” à vontade de chorar é evidente. Seguida de John Wayne, que mostra que os sintetizadores não estão tão fora do jogo, mas ainda sim leves, com um pop rock e batidas seguidas de um vocal incrível, a faixa se mostra muito explosiva. Dancin’ In Circles é minha predileta de todas, a forma como ela começa a música de forma atraente e convidativa, além do mais, é uma canção que fala sobre amor próprio. Depois temos os dois singles, a frenética Pefection Illusion, e a doce e pura Million Reasons que foi indicado ao Grammy 2018, será que ela leva?
 
Sinner Prayer vem adiante e Gaga canta calmamente. Come to Mama é uma daquelas que eu repito todas as vezes que escuto, porque é uma canção gostosa demais, além de letra onde ela pede mais amor e menos ódio. Para dividir um vocal ela chamou a Florence Welch na faixa Hey Girl! E a combinação dos vocais faz jus a sonoridade da canção, a reciprocidade é tão ajustada com os vocais das duas. Angel Down é a última faixa do disco e ela termina dramática criticando a sociedade. Temos ainda na versão deluxe três faixas, Grigio Girls, Just Another Day (tem saxofone, uma letra engraçada, e é muito gostosa) e Angel Down – Mix Tape numa versão mais clean.
Lady Gaga resolveu fazer de Joanne o disco dos cantinhos das suas emoções, aqui ela mostrou ainda mais o seu talento e sua era foi vingada em cada composição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s