O Fim de uma era – Adeus Naruto!


E depois de quase 15 anos, Naruto finalmente acabou, pois é gente, eu sinceramente não tenho palavras pra expressar o quanto eu fico triste por isso, estamos falando de milhares de infâncias que chegaram ao fim, incluindo a minha. Saiu de um mangá, que acabou em 2014, e conquistou uma legião de fãs e admiradores, virando até jogos, que eu viciei e vou levar pra sempre.

Por um lado eu fico triste por Naruto acabar, mas se olhar com outros olhos, eu fico aliviado por finalmente esse anime tão grandioso chegar ao seu pleno fim. São quase 500 episódios de animação, muitas temporadas; praticamente um anime que foi dividido em dois, que contou a história de um único personagem e ficamos felizes em poder acompanhar toda essa evolução. Quero dizer, que por ser tão extenso, creio eu que podia ficar até desgastante entende? Não queremos um Dragon Ball, que era recriado e chegava a ser intenso em como o personagem conseguia ficar tão Hacker. Masashi Kishimoto, explorou todos os potenciais possíveis do Naruto, o mundo ninja é tão grande e extenso, Naruto pôde nos dar todas as possíveis formas de surpresas em suas habilidades.


Naruto, como disse é dividido em duas partes, o Naruto “clássico” como chamamos, e Naruto Shippuden. No Clássico, é uma apresentação de todos os personagens e do mundo shinobi, temos então, um protagonista birrento, que perdeu os pais e vive sozinho, e então o clássico vai nos contar o começo da carreira do Naruto, quando ele ainda era uma criança e dos outros personagens coadjuvantes, Sakura, Sasuke, Shikamaru, Choji, Ino, Hinata, Kiba, Shino, Rock Lee, Neji e Tenten, e temos ainda o Gaara, Temari e Kankuro. Já no Shippuden, ja nos apresenta um protagonista mais maduro, um pouco mais forte e com mais habilidades pra nos apresentar, além do que, no Naruto Shippuden, entram muitos personagens novos, como Sai, Killer Bee, e nos apresenta a melhor gangue criminosa, a Akatsuki.


O anime tem uma pitada de comédia que não dá pra reclamar, recebeu criticas boas, e realmente, é muito bom, tem ainda umas partes que dá vontade de chorar, como por exemplo quando Gaara conta sua triste história de como sua aldeia o odiava, ou de Neji, Rock Lee e muitos, porque o que não falta no anime é histórias tristes. Por falar em tristezas, eu nem preciso falar como eu ficava destruído a cada vez que Kishimoto me arrancava um personagem da forma mais abrupta possível, estou falando da morte do Neji, do Jiraya e Asuma.




As batalhas não tem do que reclamar. A que eu mais gosto é a luta do Naruto contra o Neji, ai gente, foi uma luta maravilhosa, e podemos conhecer ainda a história do meu personagem favorito, que é o Neji Hyuga. Kishimoto matou meu Neji mas tudo bem, Shikamaru ta vivo. Ou o que dizer da luta épica dos Kages contra o Madara, me surpreendeu e eu quase tive um infarto com a Tsunade. 



Por mais que eu odeie adimitir, os filler, tiveram uma incrível importância, pra quem acompanhava, notou que teve temporadas feitas só de fillers, o que cansava muito pra quem assistia, durante a Quarta Grande Guerra Ninja, o que mais tinha era fillers, mas eram muito importantes pras cenas canônicas.


O anime termina com seu casamento, com todos os seus laços criados ao longo do tempo, pois é exatamente isso que Naruto fala, sobre laços criado e laços que sào quebrados, a importancia que uma amizade tem, o valor das pessoas em si, vai parecer clich6e, mas é um clichê gostoso, onde a gente começa a refletir nas coisas que realmente valem a pena.


VEM BORUTO!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s