Resenha | Divinas – Entender suas mensagens não será uma escolha


A poderosa plataforma de filmes Netflix, vem pegando pesado de uns tempos pra cá, além de apostar fundo em séries, ela tem chamado minha atenção pelos filmes que lança a cada mês. 
Um dos seus lançamentos que assisti recentemente foi Divinas (ou Divines), um filme Francês que está para falar sobre minoria, famílias disfuncionais e impacto social. Com um roteiro pesado, ele se mostrou um filme diferente de qualquer outro que já assisti, e dependendo do seu ponto de vista, será impactante. Quando eu li a descrição do filme, eu pensei que o filme seria, uma bela obra prima, onde a protagonista, pobre e desvalorizada pela sociedade, tentaria ganhar a vida de forma fácil e venceria obstáculos depois, mas não, ele conseguiu quebrar meu roteiro imaginário. É uma verdadeira obra de arte, que me fez lembrar o filme Preciosa, não sei se é porque eu assisti recentemente ou é porque a vida das meninas, que são protagonistas, é um pouco parecidas, protagonista do filme e de suas vidas, que são donas do seus próprio futuro, e que algumas vezes nem suas escolhas ajudaram a ter um futuro melhor que a realidade de suas vidas atuais, mas enfim, vamos falar desse roteiro pra você entender do que estou falando.


(PODE TER UM POUCO DE SPOILER)

O filme vai nos contar a história da bela e atrevida Dounia e sua melhor amiga Maimounia. Que inclusive, já mostra como são pobres, e são muçulmanas. Mais vamos focar mais em Dounia, porque o filme gira em torno dela. 
Dounia que ter outra vida quer ser milionária, quer ser tratada como gente, e ela começa a correr atrás disso, só que ela não quer ser uma escrava da sociedade, então ela se envolve com gângsters. Quando se tem uma vida dura e se vive nas margens da sociedade, até mesmo a ambiciosa e poderosa Rebecca parece ser um escape e uma forma de ter esperança, logo você começa a criar e fazer apostas de roteiros. Até ai tudo bem, pois eu realmente achei que ela conseguiria dinheiro fácil e tudo na vida dela ia mudar, mas não, durante o filme, reviravoltas acontecem, é fui surpreendido em todas as cenas, não morri de chorar, me peguei rindo algumas vezes. Uma das cenas que mais gostei foi quando ela conhece um dançarino lindo e talentoso, e ele quer conquista-la, seus passos, seus movimentos de dança, sua arte com o corpo de alguma forma conseguiram captar a essência suave e delicada que Dounia tinha, mas que não era perceptível e ela nem precisava usar, pois a vida com ela era muito dura, e dureza tem que ser tratada com dureza. Eles formam um casal lindo, seria um romance perfeito se a nossa diretora Houda Benyamina não quisesse lascar com os nossos corações, fiquei me perguntando, porque diabo apareceria um dançarino, mas no final, consegui captar uma DAS mensagens, o filme quer mostrar que a arte pode ser uma forma de te dar esperança e te resgatar do abismo, e parece funcionar bem, porque no final das cenas foi isso que percebi, mas não para nossa protagonista, pois outra reviravolta acontece., e tudo vai mudando radicalmente e tudo começa a tomar outro rumo, a historia fica mais tensa, tudo fica complicado de mais para Dounia, suas escolhas a levam a caminhos com rumos difíceis de serem engolidos para nós telespectadores.


Dounia é uma protagonista do filme, e da sua vida, fiquei encantado e apaixonado pela personagem. O filme vai nos mostrar que o Estado não vai entender as pessoas que ficam exclusas, que ela nunca poderá ajudar, porque até mesmo quando ela precisa, eles não entendem, em diversas vezes, a personagem entra em conflita com bombeiros, escolas, e policiais, mas eu entendi a mensagem, não é pelo fato dela ter provocado a ira ou feito algo de errado, porque sim ela fez, e mais que isso, ai é só você assistindo para entender.



Nota do Backstage:

◄◄◄◄

//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-58687e2564632ca7

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s